Página principal  >  Conselhos  > Encontrado na internet  > Mark Zuckerberg vai tirar dois meses de licença paternidade

Mark Zuckerberg vai tirar dois meses de licença paternidade

15 pessoas interessadas neste artigo
Mark Zuckerberg tira dois meses de licença paternidade

@Flickr

A licença paternidade vista por Mark Zuckerberg, CEO e fundador do Facebook é um exemplo bonito. Ser o n°1 de uma empresa que vale quase 300 milhares de dólares e estar ausente por mais de dois meses depois do nascimento de sua filha, é possível.


A licença paternidade nos Estados Unidos


Nesse país, só 21% das empresas oferecem uma licença paternidade remunerada, de acordo com a Society of Human Resource Management. E isso apesar das iniciativas que foram tomadas. Mark Zuckerberg aproveitou para lembrar que o Facebook oferece aos seus funcionários até quatro meses de licença paternidade ou maternidade. Na mesma veia, ouvimos falar da Microsoft e da Netflix quando essas empresas multiplicaram a quantidade de semanas a disposição de seus funcionários, jovens pais. Essas iniciativas sobre condições de trabalho ajudam a atrair os “talentos” preservando o equilíbrio vida profissional - familial.


E no Brasil, o que acontece?


De acordo com Constituição Federal de 1988, os homens trabalhadores no Brasil tem o direito a somente cinco dias de licença paternidade.


Para pedir a licença remunerada, é necessário que o período de cinco dias comece no dia próximo útil após o nascimento. Então, se a criança nascer em um final de semana ou um feriado, a licença começará a ser contada a partir do dia útil seguinte.


O Congresso está pensando em uma nova lei que poderia entrar em vigor no futuro: uma proposta foi feita para que a licença paternidade dure quinze dias para prestar maior assistência à mãe e ao filho. Outro projeto que está transitando: a possibilidade de prorrogar a licença paternidade para 30 dias.


Os projetos estão indo no sentido certo. Será que estamos evoluindo mesmo para um mundo de igualdade entre homens e mulheres? Enquanto o Mark Zuckerberg fez o anúncio de sua licença paternidade de dois meses, Marissa Mayers, CEO do Yahoo disse que ela não pretende parar de trabalhar para o nascimento de seu segundo filho.

Ver a fonte
25/11/2015
Sua opinião nos interessa, compartilhe-a! 0 comentários
Deixar a minha opinião
Todas as notícias que você não deve perder
Notícia
Notícia
Notícia
Notícia
Notícia
Ver todas as notícias